Musicoterapeuta: O que é? Qual a formação necessária? Cursos de musicoterapia

musicoterapia

Talvez você até tenha ouvido falar em Musicoterapia, mas nem sabia que era uma profissão, não é verdade? Aqui no Brasil esse tipo de terapia é pouco divulgada e conhecida, mas é de suma importância para o desenvolvimento cognitivo humano.

Trabalhando com a música e estudando como os sons podem afetar na nossa vida, esse profissional se dedica a criar terapias musicais para variados fins que podem influenciar muito em como iremos nos relacionar e conviver.

O Musicoterapeuta pode trabalhar juntamente com fonoaudiólogos, psicólogos, médicos, fisioterapeutas e até mesmo professores, sempre buscando o bem estar físico e psicológico de seus pacientes.

Então, se interessou sobre a profissão? Entenda agora tudo sobre o Musicoterapeuta, onde ele pode atuar, quanto ele ganha em média e quais cursos são necessários para começar a exercer a profissão. Venha conosco!

Tudo sobre a profissão de musicoterapeuta

O Musicoterapeuta é especializado na área da música e a utiliza para fins medicinais e terapêuticos. Como isso, ele é capaz de identificar problemas e frustações em seus pacientes e trata-os despertando potenciais interiores.

Eles geralmente tratam um tipo específico de pacientes, a maioria possui maior poder aquisitivo, pois as terapias não são baratas no Brasil. Geralmente esses pacientes são portadores de pouca locomoção, autismo, deficiências mentais, depressão, ansiedade e afins.

musicoterapeuta profissão

O que é a musicoterapia?

A musicoterapia é uma inovação. Estabelecida como terapia apenas em 1972, ela é uma ciência tecnicamente recente, comparada as terapias convencionais. Ela consiste na composição de melodias, ritmos e batidas que quando utilizados da forma correta trazem enormes benefícios para a vida e para a autoestima.

Um exemplo de sucesso, são aqueles músicos que realizam trabalhos voluntários em creches e asilos. Isso acalma o coração e supre a carência, a música tem um papel fundamental e a forma como percebemos ela também.

Geralmente, as sessões são bem livres e o paciente fica à vontade para dançar, tocar os instrumentos e cantar. Algumas músicas acabam não sendo indicadas para ouvir, como rock ou punk, prefere-se um som mais tranquilo como jazz, blues e MPB.

Curso de Musicoterapeuta

Para exercer a profissão, é necessário ser formado no curso de graduação de Musicoterapeuta. Nas aulas os alunos conhecerão a parte teórica e prática dentro dos seguintes conceitos:

  • Som
  • Melodia
  • Harmonia
  • Notas
  • Composições
  • Instrumentos musicais

Faculdades de musicoterapia

A verdade é que não são muitas as faculdades que disponibilizam esse curso, isso se deve a ele ser bastante caro, pois a profissão é tecnicamente recente e não há tantas buscas assim, nem tanta procura ainda dos pacientes.

Por conta disso, o salário desses profissionais acaba não sendo muito bom, Por mês, um Musicoterapeuta ganha em média de R$ 2 mil até R$ 4 mil. Logo abaixo selecionamos algumas faculdades que disponibilizam o curso. Confira:

  • FMU
  • Faculdade de Artes do Paraná (FAP)
  • Conservatório Brasileiro de Música – Centro Universitário (CBM-CEU)
  • Faculdades EST (EST)
  • Universidade Federal de Goiás (UFG)

Então, o que acharam da profissão? Bacana, não é?

Boa sorte no mercado de trabalho e até uma próxima!

 

Be the first to comment on "Musicoterapeuta: O que é? Qual a formação necessária? Cursos de musicoterapia"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*